Portal CREA-SP – Notícias – Confea e Mercado Livre assinam acordo de cooperação para remoção de anúncios irregulares

Ações de fiscalização do Crea-SP em 2019 resultam em acordo a nível nacional



Juliana Marcucci, do Mercado Livre, e o presidente do Confea, Joel Krüger: parceria pela ética 




No segundo dia da 5ª Reunião Ordinária do Colégio de Presidentes, o presidente do Confea, Eng. Civ. Joel Krüger, e a gerente jurídica do Mercado Livre, Juliana Marcucci, assinaram Acordo de Cooperação Técnica visando à busca de mecanismos para remoção de anúncios de produtos e serviços que estejam em desacordo com as normas do órgão e da legislação vigente.


“Por meio deste convênio, criaremos um órgão com uma estrutura colegiada de acompanhamento, com a participação de todos os presidentes dos Creas, juntamente com o Colégio de Entidades Nacionais (CDEN) e as Câmaras Nacionais, para que estes anúncios sejam rastreados mais rapidamente, bem como o julgamento do que é ou não inadequado”, esclarece Kruger. “Agradeço ao Mercado Livre pela disponibilidade de atuarmos de maneira conjunta, e também ao Crea-SP, que, sob a direção do presidente Vinicius Marchese, iniciou em 2019 um forte trabalho de fiscalização nessa área”.


Segundo Juliana Marcucci, a plataforma receberá do Confea os anúncios que a entidade julgar irregular e fará a remoção imediatamente. “O Mercado Livre promoverá ainda um trabalho proativo, no intuito de evitar que novos anúncios irregulares sejam publicados”, finaliza.  



Cooperação mútua visa a coibir e remover anúncios irregulares de produtos e serviços publicados na Internet



Prática ilegal


Em julho de 2020 O Crea-SP anunciou a criação de uma Força Tarefa Virtual para combater a comercialização ilegal de serviços e documentos de engenharia na Internet. Foram 20 agentes dedicados a vasculhar a rede em busca de ações ilegais, como venda de Anotações de Responsabilidade Técnica (ARTs), laudos, carteiras do Conselho, diplomas falsos e outros serviços. A partir de então, todas as irregularidades encontradas tem sido encaminhadas à Superintendência de Fiscalização do Crea-SP. Após a avaliação, cada caso é repassado à Câmara Especializada competente, à Comissão de Ética do Conselho e até mesmo à Polícia Federal, em situações que caracterizem crime, como a citada venda de diplomas e carteiras.


Em 2019 o Conselho monitorou o trabalho das companhias de soluções de comércio eletrônico, como é o caso do Mercado Livre, desde que a comercialização de serviços de Engenharia nessa modalidade passou a concentrar suas atenções entre atividades de fiscalização de rotina, forças-tarefa e ações especiais que, juntas, ultrapassaram a marca de 175 mil ações fiscalizatórias somente no ano de 2019.  As ações de fiscalização deram resultado imediato, com a retirada dos anúncios (muitas vezes pelos próprios anunciantes), e até inibiram novas iniciativas. O Conselho estima que a queda nesse tipo de prática, considerados os anúncios no ML, tenha atingido uma margem superior a 80%.


 


Produzido por CDI Comunicação

Supervisão: Departamento de Comunicação do Crea-SP/SUPGES


Fonte

Mais Notícias

20

mar
Geral

Engenheiro Maicon Nonato Lança Jogo Inovador para Prevenção de Acidentes Domésticos com Crianças

Engenheiro Maicon Nonato Lança Jogo Inovador para Prevenção de Acidentes Domésticos com Crianças Engenheiro Maicon Nonato Lançam Jogo Inovador para Prevenção de Acidentes Domésticos com Crianças Em uma iniciativa pioneira para educar as crianças sobre a prevenção de acidentes domésticos, o engenheiro especialista em segurança ocupacional, Maicon Nonato, está lançando, um emocionante jogo de cartas com a […]