Portal CREA-SP – Notícias – Crea-SP implanta Governança Corporativa

Modelo vai oferecer mais celeridade, transparência e acesso à informação


Inspirada no atual cenário de inovação que a cada dia ganha mais força no mundo, a atual gestão do Crea-SP inaugura uma fase de transformação digital que posiciona o profissional no centro das atenções. Seguindo essa premissa, o projeto de transformação proposto pelo Conselho baseia-se em cinco pilares: gestão transparente e colaborativa; fiscalização com ênfase nos processos digitais; entrega de serviços ágeis e inteligentes; capacitação profissional; e estreita conexão com empresas e governos. Para que isso aconteça de fato, dentre as várias ações em andamento está a implantação do projeto de Governança Corporativa.


Iniciado em março deste ano, o projeto foi implantado pela equipe da empresa Meilock TI, liderada pela gestora Sigrid Coelho, que atua na área há 20 anos. A Plataforma de Governança Estratégica e Administrativa Integrada envolve a gestão dos macroprocessos administrativos de planejamento e monitoramento estratégico; planejamento, fiscalização e gestão dos contratos administrativos; controle de tramitação de processos e documentos e está passando por adequações para atendimento às especificidades do Crea-SP.



Sigrid Coelho com a equipe responsável pela implantação da ferramenta de Governança Corporativa


Na avaliação do presidente do Crea-SP, Eng. Telecom. Vinicius Marchese Marinelli, com esse olhar de transformação, o Conselho poderá ampliar as atividades de fiscalização, implantar o conceito de compliance com técnicas que permitirão a integridade da administração pública, capacitar tecnicamente os funcionários, intensificar a comunicação institucional por meio de canais digitais e aprimorar a representatividade do Crea-SP junto ao poder público. “Nosso objetivo é ser referência no setor público. As propostas para este projeto foram desenvolvidas no formato de inovação aberta, com a participação de colaboradores, profissionais e lideranças que representam todas as áreas das Engenharias, Agronomia e Geociências”, disse o presidente.


Processo de implantação


Com previsão inicial de 30 meses de contrato, os módulos da Plataforma de Governança Corporativa estão passando por ações de “operação assistida”, que consistem em ter uma equipe in loco nas áreas, apoiando o usuário em todas as suas dúvidas a respeito da aplicação da ferramenta. O projeto-piloto iniciou na Superintendência Administrativa, área que concentra os processos de planejamento, contratação e licitação, mas também já foi dado o start nas demais Superintendências, com exceção da Superintendência dos Colegiados.


A Superintendência de Gestão Estratégica já está fazendo a gestão dos Convênios e Parcerias no módulo de Gestão Estratégica, de forma a obter mecanismos de gestão integrados e eficientes, simplificando e aperfeiçoando os seus macroprocessos de governança/gestão estratégica e administrativa, e possibilitando coletar e/ou ingerir dados técnicos e do negócio em tempo real ou de forma agendada.


Segundo Sigrid Coelho, o próximo passo será a programação dos treinamentos de uso da ferramenta, que serão práticos, de forma que os colaboradores poderão realizar o acompanhamento individualizado ou em grupo da gestão de todas as ações planejadas e em execução, em conformidade com a legislação e com as melhores práticas, podendo mapear, unificar e padronizar dados e procedimentos internos redundantes, facilitando assim a atualização e a consolidação das informações operacionais, a padronização, normatização e agilidade dos procedimentos através do uso de formulários eletrônicos e processos digitais.


“Um dos destaques da ferramenta é o módulo Tramitação de Processos e Documentos, que dará origem ao Crea-SP sem Papel. Com a futura digitalização de todo o acervo técnico, a consulta a processos será beneficiada. Teremos celeridade, transparência e acesso à informação, funcionando como um mecanismo de proteção do órgão público, ligado aos interesses da sociedade. É mais um passo do Conselho na sua adequação à era digital”, explicou Sigrid.


Segundo o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa – IBGC, Governança Corporativa é o sistema pelo qual as organizações são dirigidas, monitoradas e incentivadas e está relacionado diretamente à gestão da organização e sua relação com as partes interessadas. No setor público, um dos principais objetivos é o de tornar o Estado eficiente, além de garantir à instituição princípios básicos para guiar as boas práticas dentro da administração pública.



Produzido por CDI Comunicação
Supervisão: Departamento de Comunicação do Crea-SP


Fonte

Mais Notícias