CT Engenharia Pública aponta a retomada de obras de habitação

(Coordenada pelo engenheiro civil Ricardo Araújo, Comissão Temática Engenharia Pública conclui trabalhos de 2019, com a perspectiva de participação dos profissionais em programa de habitação do governo federal)

A aproximação dos profissionais da Engenharia com as obras de habitação pública estão mais perto de tornar-se realidade por meio da participação do Sistema Confea/Crea no novo programa de Habitação do governo federal. A expectativa é de que até agosto do próximo ano os profissionais possam engajar-se, oferecendo contrapartidas como a ART Social, por meio de um acordo de cooperação técnica a ser firmado no início do ano junto à Secretaria Nacional de habitação e ao Conselho de Arquitetura e Urbanismo.

“Os profissionais do Sistema poderão exercer alguns dos cenários descritos pela Lei 11.888/2008, que define o papel da Engenharia Pública no país. O grupo também está produzindo uma cartilha que apresentará detalhes sobre essa atuação para todos os profissionais”, descreve o presidente do Confea, eng. civ. Joel Krüger, ao tomar conhecimento do relatório final da Comissão Temática Engenharia Pública, cuja última reunião do ano foi realizada nesta quarta ( 27), no Confea, com a assistência do analista Ricardo Sotto-Maior.

Segundo o coordenador-adjunto do grupo, eng. civ. Ricardo Araújo, “graças à participação ativa da Comissão, o Sistema Confea/Crea demonstrou a importância da sua integração às atividades de obras de habitação popular, contribuindo para a redução desse grave problema social”. Apoiando a posição unânime da Comissão pela continuidade dos trabalhos em 2020, Araújo comandou a reunião na ausência do coordenador, eng. civ. André Schuring, em decorrência de problemas pessoais. O conselheiro assegura que o presidente do Confea encaminhará pessoalmente o relatório da Comissão, durante as sessões plenárias realizadas a partir desta quarta.

Cartilha e capacitação
“A grande expectativa é que os recém-formados e jovens profissionais adiram ao programa, mas nada impede que profissionais mais experientes, inclusive aposentados, também façam parte dele”, descreve o engenheiro civil Eduardo Irani Silva, um dos especialistas que integram a Comissão Temática. “A cartilha virá para divulgar essas ações relacionadas ao cumprimento da Lei 11.888/08, mostrando, até mesmo para os gestores municipais, como os profissionais atuarão como assistentes técnicos do Novo Programa de Habitação do Governo Federal e também a necessidade de que os municípios regulamentem as suas legislações através da aproximação com as inspetorias dos Creas em todo o país”, diz.

“No Sistema, a Comissão Temática de Engenharia Pública pretende, em 2020, estruturar um curso de capacitação para os profissionais de Engenharia que, conforme o plano de trabalho da Secretaria Nacional de Habitação, poderão promover serviços de assistência técnica para a população de baixa renda a partir de agosto do próximo ano”, acrescenta o especialista eng. civ. Antônio de Pádua Teixeira, também integrante do grupo criado este ano.


(Integrantes da Comissão destacam a importância da cartilha a ser apresentada aos profissionais e uso da ART Social)

Novos programas
Regularização de imóveis, assistência em projetos, reformas e construções e assessoria em mutirões. Estes são os principais aspectos contemplados pela Lei 11.888/08. “Estes outros aspectos previstos na lei também poderão ser contemplados, atendendo a um pleito antigo dos municípios. Esse programa de habitação será uma ferramenta para a discussão da modelagem de novos programas”, considera o engenheiro civil Ronald Drabik, referindo-se à expectativa de que o futuro programa Voucher Social também contemple a contratação de serviços por profissionais habilitados. “Na verdade, esse programa permitirá a estruturação das entidades de classe junto ao Voucher e a outros programas de assistência social da área tecnológica para famílias de baixa renda”, complementa Eduardo Irani, lembrando que uma das contribuições da Engenharia será a utilização da ART Social, reduzindo os custos deste instrumento em até 80%.

Henrique Nunes
Equipe de Comunicação do Confea

Fonte: http://www.confea.org.br/ct-engenharia-publica-aponta-retomada-de-obras-de-habitacao

Mais Notícias

20

mar
Geral

Engenheiro Maicon Nonato Lança Jogo Inovador para Prevenção de Acidentes Domésticos com Crianças

Engenheiro Maicon Nonato Lança Jogo Inovador para Prevenção de Acidentes Domésticos com Crianças Engenheiro Maicon Nonato Lançam Jogo Inovador para Prevenção de Acidentes Domésticos com Crianças Em uma iniciativa pioneira para educar as crianças sobre a prevenção de acidentes domésticos, o engenheiro especialista em segurança ocupacional, Maicon Nonato, está lançando, um emocionante jogo de cartas com a […]